• Renato Auar

Blockbuster: os erros de planejamento estratégico que faliram a empresa

Atualizado: Set 27

Atuar no plano estratégico pode salvar a sua empresa da falência e ninguém pode estar enxergando. Entenda a importância de ter um planejamento estratégico e como utilizá-lo na prática.


Muitos devem se lembrar dos anos 2000 quando o mundo foi inundado por locadoras Blockbuster. A cada esquina você tinha uma loja onde um dos diferenciais era devolver o filme por uma caixa externa muito parecida com uma caixa dos Correios.

Em 2004 a Blockbuster era uma empresa com 9.000 lojas espalhadas pelo mundo, com mais de 60.000 empregados e uma receita de US$ 5,9 bilhões.


Loja da Blockbuster: expansão meteórica

O início da maior locadora do mundo

O negócio foi criado por David Cook, um engenheiro de software que resolveu abrir uma locadora de vídeos com um inventário de 8000 mil fitas VHS e 2000 fitas Beta. Era praticamente impossível não encontrar o filme que você procurava. Se ele existisse, estaria na Blockbuster.


Na primeira loja em 1985 em Dallas além do catálogo impressionante agregava valor aos clientes o checkout eletrônico. Dois anos depois investidores que acreditaram no negócio levaram à empresa a outro nível: investiram US$ 18,6 milhões na expansão do negócio e levaram a sede da empresa para Fort Lauderdale, Flórida.



Os problemas começaram a aparecer na década de 2000. Nessa época os sistemas de informação passavam por uma revolução e substituíram muitos processos antes realizados de forma manual.


Os erros que levaram à falência

A essa altura a empresa já sofria com concorrentes como Red Box, que criou um modelo de negócio onde os clientes poderiam retirar os filmes em máquinas espalhadas por pontos de alta circulação de pessoas. Além disso, não cobravam multas pelo atraso na devolução dos filmes, fato que irritava os clientes da Blockbuster.



Mas o grande erro estratégico da Blockbuster aconteceu em 2004, e custou muito caro. A decisão de não comprar a Netflix pelo preço de US$ 55 milhões levou a empresa de forma meteórica.


Enquanto o valor de mercado da Netflix crescia junto com o número de clientes as locadoras físicas iam fechando as portas. A incapacidade dos gestores de entender que o valor aos clientes não estava na locação dos filmes em si, e sim em poder consumir aquele conteúdo levou um gigante a ficar de joelhos diante de uma empresa fundada poucos anos antes em uma garagem.


O erro estratégico custou foi o maior processo de falência de um varejista na década, e poderia ter sido evitado de muitas formas. Com o market share que possuía a Blockbuster poderia reinventar seu modelo de negócio ou poderia ter comprado o concorrente que despontava.



Os conceitos de inovação organizacional contínua, mapeamento da jornada do cliente, geração de valor permanente ao cliente não foram levados à sério. O investimento em planejamento estratégico que considerasse os cenários possíveis, as oportunidades e ameaças envolvidas, o investimento em pesquisa e tipos de inovação teriam clareado as decisões tomadas à época.


Na outra ponta, a Netflix crescia sobre premissas bem estruturadas e bem diferentes das outras empresas. O problema que ela pretendia resolver era na melhora a experiência do usuário, com foco no relacionamento, expansão de conteúdo, melhora da interface e ampliação do número de dispositivos aceitos.


Missão, visão e valores

A missão era tornar isso ridiculamente fácil e acessível. A visão era licenciar o maior número de conteúdo possível e tornar a audiência global. E os valore nos quais isso foi estruturado: produtividade, criatividade, inteligência, honestidade, comunicação, paixão, altruismo e confiança.


Segundo a revista virtual Business Insider hoje existe apenas uma loja da Blockbuster localizada em Bend, estado do Oregon, EUA. Enquanto isso a Netflix comemora em julho de 2020 a marca de 137 milhões de assinantes.



No próximo post vamos contar como o case de transformação digital da Netflix a tornou a líder do setor. E você, tem pensando de forma estratégica de longo prazo do seu negócio ou está focado nos planos tático e operacional?  O dia a dia toma todo o seu tempo na empresa? Se não começou é hora de iniciar o seu plano de ação.



Quer mais conteúdo parecido com este? Se cadastre aqui que vamos te notificar quando publicarmos.


Se você precisa aperfeiçoar ou fazer o seu planejamento estratégico e a gestão do seu negócio entre em contato conosco. Podemos te ajudar!

 
  • Branca ícone do YouTube
  • Instagram - White Circle

Todos os direitos reservados©2020 | Simpling Consultoria de Marketing Digital e Gestão Estratégica de Empresas.